Sem glúten e Sem Lactose

Guia para intolerantes iniciantes, parte 2 – Lista de alimentos e dicas extras

O que é o glúten?

O glúten é uma proteína encontrada no trigo, centeio e cevada. O glúten não desaparece quando os alimentos são assados, fritos ou cozidos, por isso o único tratamento é uma dieta livre desses alimentos.

Alimentos proibidos (que contém glúten)

Imagem : Unsplash

Grãos e farinhas – trigo, centeio, cevada, aveia (leia o rótulo e verifique se contém glúten ou não), malte, farinha, farelo e gérmen de trigo, farelo de aveia, farinha de rosca, trigo de quibe.

Tubérculos e farinhas – farofa industrializada

Pães, biscoitos e massas – pão francês, pão integral, pão de fôrma, pão de centeio, torrada, crutons, panetone, pão doce, tortas, empadão, salgadinhos, croissant, pizza, panqueca, lasanha, crepe, macarrão, massas a base de trigo, sêmola ou semolina, kibe, cream crakers, biscoitos.

Bebidas – cerveja, whisky

Leite e derivados – achocolatados que contenham malte, ovomaltine, mingau de aveia, iogurtes que contém aveia.

Condimentos – molho shoyo contendo trigo

Proteínas, bife de glúten, proteína vegetal, nuggets, bife à milanesa, empanados.

Doces – bolos, tortas, docinhos de festa, chocolate contendo malte, pavê, torta alemã.

Hortaliças – tempurá, legumes empanados

Sementes e oleaginosas – Amendoim japonês

Gorduras – óleo reutilizados em frituras.

Alimentos permitidos (que não contém glúten)

Grãos e farinhas – farinha de arroz, creme de arroz, milho fubá (leia o rótulo e verifique se contém ou não glúten) e maisena, canjica, milho de pipoca, quinua, amaranto,feijão,ervilha,grão de bico, lentilha, trigo sarraceno.

Tubérculos e farinhas – batata, batata doce, aipim (mandioca),inhame, polvilho doce e azedo, goma de tapioca, fécula ou farinha de batata , sagu, araruta.

Pães, biscoitos e massas – pães sem glúten, biscoito de polvilho, biscoitos de soja, de arroz, de milho, massas isentas de glúten,tapioca, massas à base de farinha de arroz, ou de milho.

Bebidas – água, água de coco, suco de fruta e vegetais, café, chá, vinho, saquê,cachaça, vodka, cerveja sem glúten, proseco,champagne,refrigerante.

Leite e derivados – iogurtes, leite com baixa lactose, queijos, leites vegetais (leite de castanhas, gergelim, arroz e soja), leite condensado, creme de leite, leite em pó, Yakult, leites integrais, desnatados e semi desnatados.

Condimentos – alho, cebola,tomate,pimentão, pimenta em grão, alecrim, salsa,cebolinha,tomilho, orégano, manjericão, sálvia.

Proteínas – carnes de boi, peixe, frango, porco, rã, cabrito, cordeiro, ovo.

Doces – chocolate meio amargo, geleia de frutas, gelatina.

Frutas – todas

Hortaliças – todas

Sementes e oleaginosas – todas

Gorduras – azeite de oliva, óleo de abacate, óleo de coco, manteiga, margarina, creme vegetal, óleos de soja, milho e girassol, óleo de canola e banha de porco.

Atenção ao rótulo e forma de preparo dos alimentos abaixo:

Grãos e farinhas – granola

Tubérculos e farinhas – batata frita, farofa industrializada

Pães, biscoitos e massas – pão de queijo

Bebidas – refrescos industrializados

Leite e derivados – leite de soja e leite com achocolatado

Condimentos – molho de soja, ketchup, mostarda, maionese, molhos de salada,caldo de carne, molho branco.

Proteínas – presunto, blanquet de peru, salame, salaminho,mortadela, salsicha,patês enlatados.

Doces – balas, chocolate ao leite,chocolate branco, sorvetes

Frutas – compotas de frutas, sorvete de frutas.

Hortaliças – em restaurantes é comum engrossar sopas com farinha de trigo.

Sementes e oleaginosas – confeitos de amêndoas

Dicas extras

Imagem : Unsplash

1 – Procure bastante por alimentos livres de glúten. Esses produtos costumam estar junto aos orgânicos nos supermercado e em lojas específicas .

2 – Leia todos os rótulos e na dúvida não compre.

3 – Sua cozinha e utensílios devem estar sempre limpos e livres de farelos ou restos de alimentos.

4 – Só coma fora de casa em lugares que você confie , leia o cardápio, todo cuidado é pouco já que o risco de contaminação cruzada é grande.

5 – Consulte seu médico regularmente e faça com ele, um cardápio de acordo com as suas possibilidades e gosto.

Escrevi um outro post com a parte 1. Para ler, clique no link abaixo.

É possível ser intolerante ao glúten e ser feliz? – Guia para intolerantes iniciantes, parte 1 – Sintomas e tratamento

 

 

 

 

 

 

Advertisements
Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.